Matheus Vargas se lança na carreira e diz que herdou gênio difícil do pai, Leonardo

Postado por admin em 05/out/2018 - Sem Comentários



Mais um filho de Leonardo se lança na carreira artística. Matheus Vargas, de 20 anos, fruto do relacionamento do cantor com Liz Vargas, uma ex-integrante do grupo Banana Split (sucesso nos anos 90) e capa da “Playboy” e da “Sexy”, segue os passos do pai e lançou recentemente sua primeira canção de trabalho, “Só nascendo de novo”. Vivendo no anonimato até então, ele é o quarto dos seis filhos do sertanejo a ingressar na música, e além do talento, herdou do pai o sotaque de menino do interior e o jeito brincalhão e irreverente.

O jovem, que nasceu e vive em São Paulo, sempre foi apaixonado por música. Mas só começou a encará-la como profissão depois de ganhar uma competição musical na escola, há quatro anos.

“Foi aí que eu contei para o meu pai. Ele ficou feliz, emocionado, claro, mas preocupado também, porque o maior sonho dele é ver os filhos formados na faculdade”, conta o jovem, que está no penúltimo ano curso de Publicidade e Propaganda.

Apesar de viver com a mãe, Matheus sempre teve contato com o pai e com os cinco irmãos. “Sempre passava meu aniversário e datas especiais, como Natal, com o meu pai e os meus irmãos na fazenda. Nossa relação sempre foi boa, apesar da vida corrida dele, meu pai sempre esteve presente”, lembra ele, que optou por assinar o sobrenome materno. “É que Costa já tem muitos (o Eduardo Costa, e outros…). Vargas é um nome que não tem no mercado”, explicou.

Do pai famoso, Matheus conta que puxou o “gênio difícil, o lado brincalhão, cabeça dura e sem filtro”, mas não o lado mulherengo que o artista teve no passado. “Sou mais tranquilo (risos). Claro que já tive aquela fase de mais curtição, na época da escola, mas eu gosto de namorar, ter alguém. Sou romântico. Já tive uma namorada por três anos, e agora estou solteiro, nessa correria de shows e faculdade. Gostaria de namorar de novo, mas é difícil encontrar alguém que aceite essa rotina”, entrega o bonitão, bastante assediado.

Dos conselhos do pai, ele diz ter aprendido a levar a carreira de músico muito a serio, e que, mesmo sendo filho de quem é, o caminho não será fácil. “Ano que vem, eu termino a faculdade, pretendo entragar o diplomar para o meu pai e dizer: tá aqui, cumpri o seu sonho, mas vou seguir o meu, que é cantar”.



© 2018 - Todos os Direitos Reservados - Rádio Liderança 95,1 FM